domingo, 15 de junho de 2008

Teu olhar



Queria acreditar...
Mas me passa medo,
mesmo com todo esse desejo,
de querer realmente amar.

O medo não quer o nosso bem.
O medo nos contrai do além,
que poderia ser o abismo florido,
onde nunca deixaria você cair,
pois sempre estaria em meus braços.

Olha-me... Olha-me...

E sem contentar-se, abraça-me,
pois em teus olhos vejo uma linda borboleta,
livre para amar,
quero com ela voar,
sempre junto nesse puro, singelo e tão belo olhar.

5 comentários:

kunfx disse...

nice blog, it's pleasure to come your blog.

Flauberto Gomes disse...

Cara não tava sabendo que vc escrevia também, ta no sangue né???
Abraço meu irmão parabéns!!!!

Geraldo Junior disse...

Não sabia que tu escrevia, rapaz! Legal! Bola pra frente! Abraços

Aline Mayfair disse...

ei cara, tá bonita a poesia!
vlww

Aurineide disse...

Que lindas!!!Não te conheço,mas vejo que és um artista...as tuas poesias são belíssima.
um abraço.

Aurineide Costa